Técnica Vocal: Curso Volume – porque?

Como turbinar o volume da sua voz em 5 passos

Vocal coach Daniele Krauz explica 5 dicas simples de como aumentar consideravelmente seu volume para cantar ou mesmo falar em público.

 

Porque o volume?

O volume é uma parte extremamente importante no trabalho de técnica vocal porque é o que vai definir a maneira como você vai projetar o som no ambiente. A voz precisa ser amplificada e direcionada.

 

Muitos ou quase todos os meus alunos chegam para as aulas com essa dificuldade: abrir a voz e realmente cantar fazendo com que o som se expanda com clareza. Isso já se observa a partir da maneira como falam. Muitas pessoas são tímidas para falar com desconhecidos ou com o público em geral. Acabam recolhendo a voz e não se expressando com segurança, passam incerteza através do som. Na hora de interpretar uma canção também acabam ficando limitados.

A voz baixa por si já passa essa sensação de fragilidade, incerteza e insegurança. Esse acaba sendo um motivo mais que suficiente para encontrar o volume ideal para sua voz. Esse volume tem que ser confortável, não exigindo esforço, com a quantidade certa de ar para que a voz chegue ao ouvinte. O volume, além de dar firmeza ao som, é uma das maneiras de efetivar a comunicação. O volume adequado faz com que as palavras fiquem claras, não sejam abafadas pelo som de instrumentos, por exemplo, e nem soem desconfortáveis aos ouvidos alheios.

O som precisa ser realmente direcionado aos ouvintes, não pode ficar encerrado dentro do cantor, mas também pode ser dosado para realçar frases mais vibrantes. O volume é também uma das técnicas importantíssimas da interpretação. Usando variações de volume com técnicas de projeção da voz o cantor pode variar cada frase ou passagens dentro da melodia para brincar com os efeitos. Frases mais suaves podem ser quase sussurradas e refrões marcantes podem ser cantados com mais vigor envolvendo os ouvintes e mantendo-os atentos.

Outra utilidade importante do controle do volume é a necessidade que cada voz tem de concentrar mais atenção em notas específicas. As áreas mais graves tendem a exigir mais volume, principalmente para quem tem o timbre mais agudo, como sopranos e tenores. Isso exige agilidade para saber dosar a quantidade de ar usada nas notas mais graves sem perder a qualidade de som.

Para conseguir um bom volume com afinação e firmeza nas notas você precisa de um bom apoio na respiração, sempre no diafragma, e abrir bem a boca para baixo, relaxando o maxilar, nas notas agudas. O som tem que sair com leveza, se qualquer músculo no pescoço ou rosto estiver tenso a voz vai sair espremida. Da mesma forma se a voz estiver no fundo da boca ou no nariz você não vai ter qualidade de som. Nestes cinco passos vou explicar o que você deve observar enquanto faz os exercícios para realmente conseguir o resultado esperado.

Mas antes de começarmos a trabalhar especificamente com o volume precisamos preparar a voz para que não se corra o risco de forçar a musculatura durante esses exercícios. Não pode surgir rouquidão ou cansaço durante o treinamento, para isso usaremos algumas rotinas simples que você deve inclusive incorporar ao seu dia a dia para estar sempre com a voz pronta para cantar na sua melhor qualidade. Essa preparação também vai prevenir qualquer futuro problema nas pregas vocais.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *